Professora de Literatura vira ‘youtuber’ para dar aulas

“Dormi professora de sala de aula e acordei quase uma ‘youtuber’”. Assim é visto o período de isolamento social e aulas à distância pela professora de Literatura e História da Arte do Maxi, Ana Helena Parolli. Com quase 30 anos de profissão, esta é a primeira vez que leciona em salas virtuais, além de vídeos gravados e novas ferramentas de trabalho. A experiência, brinca ela, tem proporcionado um crescimento profissional equivalente “a três pós graduações”.

Professora das turmas do 3º ano e extensivo, Ana Helena, é uma apaixonada pela profissão que agora se vê encantada com as descobertas de ensino e aprendizado para dar continuidade às suas aulas. Desde a adoção das aulas online no Maxi, há pouco mais de um mês, a professora tem se aprofundado em conhecer novas plataformas e estratégias para serem utilizadas com os alunos.

“Vejo que a educação precisava passar por mudanças que só com este período de isolamento conseguimos enxergar. Acredito que pós pandemia será uma fase de transformações, em que o ensino poderá ser mais híbrido, com a vivência em sala de aula, obviamente, mas com o uso de outros recursos e tecnologias. Tem sido um aprendizado a cada dia”.

Sobre a fase ‘youtuber’ em que está vivendo, Ana Helena, se diverte conhecendo aparelhos, ferramentas e plataformas para gravação e envio de vídeos e conteúdo aos alunos. “As turmas têm sido muito carinhosas conosco, até por entenderam que para alguns professores tudo é novidade neste campo da tecnologia e aulas virtuais. Eles reconhecem nosso esforço e sempre enviam mensagens positivas e motivadoras”.

DICAS:

Minimalismo – O documentário de 2017 relata a trajetória de dois jovens milionários norte americanos que decidem largar tudo em busca de uma vida mais simples, menos consumista e focada nas coisas que realmente importam. Durante o percurso, outros personagens são apresentados abordando temas como economia, família, meio ambiente, saúde e sustentabilidade. Disponível na Netflix, “Minimalismo”

A dica é da professora de Literatura e História da Arte, Ana Helena Parolli. “No atual contexto, repensar um pouco o nosso modo de vida é importante. Estamos reaprendendo a conviver com nossos familiares, ficar mais tempo em casa, entre outras mudanças. O documentário mostra o quanto isso é valioso”.