Aulas ao vivo e plataformas digitais mantêm ritmo de estudos e preparação para vestibulares

Concentração, disciplina, organização do tempo e foco são alguns dos elementos essenciais para qualquer rotina de estudos. Se no ambiente escolar, os desafios para manter jovens concentrados e focados, em casa, a tarefa pode ser ainda mais árdua. Com o isolamento social em virtude do Covid-19, a suspensão de aulas em creches, escolas e universidades foi adotada, modificando as ferramentas de estudo. Neste período de quarentena, a tecnologia tem sido uma forte aliada de alunos e professores, modificando também o modelo de aprendizagem.

No Colégio Maxi, em Cuiabá, o uso de plataformas digitais já fazia parte da rotina complementar de estudos dos alunos. Porém, há quase duas semanas o sistema é utilizado integralmente para as aulas às turmas do 6º ano do Ensino Fundamental até aos estudantes da 3ª série e pré-vestibular, que convivem ainda com as incertezas diante da realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e outros vestibulares.

Diretor geral do Maxi, o professor Carlos Leão, explica que a unidade optou pelo ensino não presencial por meio das aulas ao vivo, que propiciam a interação entre professores e alunos, além de ser mais próxima ao modelo tradicional. Para dosar o conteúdo compartilhado e aumentar a produtividade dos estudantes, a carga horária foi reduzida, com a disponibilização de listas de exercícios, tarefas e simulados na plataforma.

“A vantagem da aula síncrona (ao vivo) é que a interatividade do professor com os estudantes é imediata, mantendo um ritmo de aula como se fosse na escola. Elaboramos um calendário com carga reduzida e adaptada ao fato deles estarem em casa, com pontos de distração e elementos que possam dificultar o estudo. Foi tudo muito rápido, mas a experiência tem sido desafiadora e positiva”, conta Leão.

A plataforma utilizada pelo Maxi é a Plurall.net, que conta com as aulas ao vivo, conteúdo extra, lista de exercícios, plantão de dúvidas com os professores, entre outras funções. “A ideia é seguir a risca o distanciamento social, por isso, as aulas são gravadas pelos professores em suas casas. Suspendemos o atendimento presencial na escola, e nenhum profissional está sendo colocado em risco, indo até à unidade para qualquer tipo de atividade”, completa o diretor.

Desde 23 de março, por conta do decreto do governo do estado de Mato Grosso, as aulas no Maxi foram suspensas. Por decisão da Direção da escola, o recesso escolar de julho foi antecipado, com as aulas online adotadas a partir de 13 de abril.

Vestibular – Líder de aprovações em vestibulares de Mato Grosso e outras regiões do Brasil e até do exterior, o Maxi também tem trabalhado conteúdos específicos para as turmas da 3ª série do Ensino Médio e pré-vestibular, visando às provas no segundo semestre. Até o momento, o Enem está mantido em novembro. Outros vestibulares ainda não divulgaram novas datas ou adiamentos e suspensões.

Para estes alunos, além do Plurall.net, é disponibilizado o acesso ao Stoodi, uma plataforma mais ampla e focada na preparação para o Enem e vestibulares. De acordo com a coordenadora pedagógica do Ensino Médio, professora Luciane Prado, o ritmo de estudos para estas turmas tem sido o mesmo, apesar das diferenças de carga horária e produção de exercícios. Os alunos contam ainda com trilhas de estudo e acompanhamento em tempo real na solução de dúvidas e atendimento às tarefas.

“Mais do que nunca, o estudante tem sido o protagonista das aulas. É o comprometimento e responsabilidade deles que fará a diferença no processo de aprendizagem. Vale destacar o papel das famílias, que também estão se adaptando às aulas em casa, reservando espaços para os estudantes e dando o apoio e suporte necessário”, finaliza Luciane.