Semana de Prevenção de Acidente no Trabalho reúne funcionários do Maxi

A Semana Interna de Prevenção de Acidente de Trabalho (SIPAT) do Colégio Maxi reuniu funcionários e professores dos ensinos Fundamental e Médio, nos dias 18 e 19 de julho, para uma série de atividades que incluíram também bem-estar, saúde e qualidade de vida.

Previstas em lei e organizadas pelas Comissões Internas de Prevenção de Acidentes de Trabalho (CIPAs), as SIPATs são eventos voltados à orientação em relação à segurança dos funcionários de uma empresa ou órgão. Mas elas também podem ampliar seu foco e promover momentos de aprendizagem que servirão para a vida fora do ambiente de trabalho.

Muitas empresas têm aproveitado esses momentos de reunião e interação para promover oportunidades de orientação e reflexão sobre saúde, qualidade de vida, cidadania e consciência ambiental. Foi o que ocorreu na SIPAT do Maxi, cuja programação foi aberta, no dia 18 de julho, com palestra sobre postura e benefícios da Quiropraxia, com o fisioterapeuta Giuliano Fialho Leite.

Os cuidados e o bom uso da voz, especialmente interessante para quem trabalha em escola, foram tema da palestra da fonoaudióloga e especialista em voz Célia Tabacchi. Em seguida, a coordenadora do Ensino Fundamental do Colégio Maxi, Lilian Rodrigues proferiu palestra sobre as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). O encerramento do primeiro dia foi dedicado aos cuidados com a saúde, incluindo aferição de pressão, teste de glicose e cálculo de Índice de Massa Corporal (IMC).

No segundo dia (19), depois do café da manhã, os participantes puderam assistir à palestra do Projeto 10 Minutos Contra o Aedes, com Hélio Almeida, da Coordenação de Vigilância em Saúde e Zoonoses. O período da tarde foi destinado às ações interativas nos setores. A Semana Interna de Prevenção de Acidente de Trabalho visa garantir mais segurança para alunos, funcionários e visitantes das unidades, inclusive em situações extremas.

No ano passado foi realizado um curso de brigadistas, em que foram passadas orientações sobre primeiros socorros, evacuação e procedimentos em caso de situações de risco em ambiente escolar, principalmente envolvendo fogo. E em julho/2019, houve a reciclagem destes brigadistas juntamente com a formação de novos profissionais.