FESTIVAL CULTURAL: Alunos contam a história de Cuiabá por meio de Ted Talks e produção audiovisual

Nem todo mundo se sente à vontade em falar em público. Alguns gaguejam, travam, ficam nervosos e acabam não passando a mensagem que gostariam. Por isso, com o intuito de promover uma experiência prazerosa, de forma descontraída e não traumática, desenvolvendo a desenvoltura e oralidade dos alunos, o Colégio Maxi propôs o Ted Talk – atividade que integra a programação do Festival Cultural da instituição.

O Ted Talk nada mais é que do que a disseminação de ideias que merecem ser compartilhadas. No dia 26 de junho (quarta-feira), primeiro dia do Festival, os alunos do 1º e 2º ano do Ensino Médio apresentaram seus pensamentos e conhecimentos acerca do tema ““Cuiabá 300 anos e muitas histórias para contar” para os demais colegas.

Foram dois meses de preparação, pesquisas e orientação dos professores para que tudo saísse bem. Cada turma escolheu um subtema a ser trabalhado. No total, foram 12 apresentações.

Arthur Verde de Oliveira, do 1º ano, é um legítimo “pau rodado”. Vindo de São Paulo, em 2017, hoje ele se considera cuiabano de coração. “A minha turma trabalhou o tema “Do pau rodado ao chapa e cruz”, que condiz comigo. No começo eu fiquei meio receoso de apresentar, mas percebi que um dia eu precisaria falar em público, então topei. Nós tivemos um pouco de trabalho para preparar tudo, deu nervoso no começo, mas deu tudo certo”, relatou.

Já Luigi Queiroz Borges, do 2º ano, conta que sua turma trabalhou a temática “Muito prazer, sou cuiabano” explorando as origens do termo ‘chapa e cruz’. Ele afirma que o Festival Cultural tem o poder de unir as pessoas. “Todo ano é maravilhoso. A sala inteira se une para fazer uma única apresentação e todo mundo ama. É algo que a escola faz que é diferente das outras. Eu como aluno acho muito gratificante essa iniciativa”, enfatizou.

As apresentações dos Ted Talks e curtas-metragens também contaram com os pais na plateia. Como foi o caso da Adriana Monteiro de Oliveira Santos, mãe da aluna Emanuelly Cristina – do 2º ano. Essa iniciativa da escola é maravilhosa. Quando os alunos fazem suas apresentações sem ajuda, sozinhos, acabam estudando junto e aprendendo com aquela vivência. Em casa foi uma loucura, uma correria, mas foi muito legal”, comentou.

Para cada uma das apresentações foi produzido ainda um curta-metragem relacionado aos subtemas. Tudo preparado pelos alunos, desde pesquisas, divisão de tarefas, produção de roteiro, gravação e edição. Os aplausos deram a sensação de dever cumprido e orgulho, inclusive para os professores.

As temáticas das produções audiovisuais e Ted Talks, feitas pelos alunos do 1º e 2º ano do Ens. Médio, são: Rio de Sentimentos (1A), Cuiabá esculpindo sua história (1B), Almas Cuiabanas (1C), Cuiabá u baú de histórias: a arte de amar sua origem (1D), Do pau rodado ao chapa e cruz (1E), Cabeça de pacú comi, nunca mais saí (2A), Folclore Digoreste (2B), 300 Tons de Cuiabá (2C), Muito prazer, sou cuiabano (2D) e Cuiabanês: a marca registrada de um povo (2E).

O Festival Cultural do Colégio Maxi segue até sexta-feira (28), com Shows de Talentos, visitas às salas temáticas e mais curtas-metragens.

 

Fonte: Pau e Prosa Comunicação

Fotos: Júnior Silgueiro