Concurso de fotografia premia os melhores registros da Cuiabá 300 anos

Como parte das atividades de celebração dos 300 anos de Cuiabá, o Colégio Maxi promoveu um concurso de fotografias com o intuito de retratar as belezas históricas e naturais da capital mato-grossense, visando contar o seu passado e presente por meio de imagens. Nesta segunda-feira (15) foi o dia de conhecer os vencedores dessa disputa cultural.

O diretor do Colégio Maxi, professor Carlos Roberto Leão, conta que a ideia do concurso foi conciliar a tecnologia, que os jovens usam a exaustão, para aguçar o olhar para a cidade. “Os alunos entenderam a mensagem de tentar encontrar ângulos e perspectivas distintas. Olhar para a cidade um pouco diferente de quando olhamos quando reclamamos dos seus problemas, identificar e encontrar aquilo que pode ser despertado em beleza, seja natural ou arquitetônico. E, claro, instigar para essa sensibilidade que a fotografia permite”, enfatizou.

Dentre os alunos do Ensino Médio, a primeira colocação ficou para Isadora Blaster, da 2ª série, que retratou as cores da Orla do Porto, presentes nas réplicas dos antigos casarões. “Depois que reformaram, a Orla ficou muito linda e cheia de cores. Imaginei que ficariam muito bonitas na fotografia”, comentou sob elogios do ângulo e enquadramento perfeitos.

O segundo lugar foi para o pôr do sol no Parque das Águas, fotografado pela estudante da 3ª série, Danielly Monteiro, que se destacou ao registrar uma paisagem de modo vertical. “Nesse dia eu fui correr no parque e a imagem que vi era a paz que eu queria trazer para mim e pensei em passar para as pessoas. Comecei a tirar várias fotos, pois haviam muitas pessoas passando, mas fiquei feliz com o resultado”, contou.

O terceiro lugar no pódio foi para o histórico Mercado do Porto, registrado pelas lentes da estudante Isadora Sodré, do Extensivo, em um dia nublado na capital. “Eu gosto de fotografar e o Mercado é algo muito presente na cultura cuiabana. Eu não esperava ganhar o concurso, fiquei surpresa”, disse.

Representando os alunos do Ensino Fundamental, o Eduardo Martins foi o vencedor da categoria. Frequentador do Restaurante Choppão, ele fotografou o estabelecimento gastronômico mais antigo da capital mato-grossense. “Eu estava passando pelo local com meus pais e pedi para pararem o carro. É um restaurante que tem muita história, é temático e possui muitas fotos da Cuiabá antiga nas suas paredes”, comentou.

Todos os alunos vencedores do concurso de fotografia Cuiabá 300 anos receberam um vale-compras no valor de R$300,00 (1º lugar), R$200,00 (2º lugar) e R$100,00 (3º lugar).

 

Fonte: Pau e Prosa Comunicação

Foto: Junior Silgueiro