Programa Fab Lab é convidado para participar de congresso de ciências nos EUA

A experiência com o FabLab do Colégio Maxi é um dos projetos selecionados para participar da Conferência Nacional Anual sobre Educação Científica, que ocorrerá de 11 a 14 de abril de 2019, no America’s Center Convention Complex em St. Louis, Missouri (EUA). O evento, realizado pela National Science Teachers Association (NSTA), é um dos maiores encontros voltados a professores de ciências e administradores escolares dos Estados Unidos.

A prof. dra. Cristiana Mattos Assumpção, diretora de Tecnologia Educacional e STEAM (Science, Technology, Engineering Arts & Mathematics) na Educ’4X100, fez a descrição de como foi elaborado o currículo novo pelos professores e gestores, as etapas do trabalho e a proposta resultante para submissão à conferência. Segundo ela, o material, enviado em março deste ano, foi avaliado por um comitê científico que decidiu aceitar o Fab Lab. A escola foi informada sobre a seletiva em novembro deste ano.

O coordenador do FabLab, professor Ricardo Martins, explica que a NSTA é uma associação de professores que promove a excelência do ensino de ciências desde 1944. Seu congresso nacional anual, do qual o Maxi vai participar, costuma reunir em torno de 50 mil professores de ciências e fornecedores. A programação inclui oficinas, palestras e um centro de exposições com uma grande quantidade de material de ensino de ciências.

Este ano, por exemplo, um dos palestrantes da conferência será o ex-astronauta, Scott Kelly, conta Cristiana. Capitão aposentado da Marinha dos EUA, ele é um veterano que possui 4 missões espaciais no currículo e integrou a “One Year Mission” em 2015/2016, missão espacial de 340 dias contínuos a bordo da Estação Espacial Internacional, a mais longa permanência de um ser humano na estação, como parte de um teste de adaptação do corpo humano a longos períodos no espaço.

Para saber mais sobre a conferência e a entidade é só acessar o site www.nsta.org.

O FabLab

O programa FabLab é desenvolvido no Colégio Maxi desde 2017 e em 2018 passou a compor a grade curricular regular do Ensino Fundamental II. Seu objetivo é envolver as disciplinas curriculares nas práticas de laboratório (Biotecnologia e Maker) e assim promover ações interdisciplinares que estimulem a pesquisa, a autonomia, o senso crítico, a criatividade, a sustentabilidade. Além disso, incentiva a inovação e estimula o desenvolvimento de melhorias sociais, ambientais e econômicas na sociedade.

Oferecido a alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio, o FabLab Pró trabalha com projetos modulares desenvolvidos durante as aulas, duas vezes por semana no período contraturno. Por meio de projetos de iniciação científica, os alunos se tornam agentes do seu processo de aprendizagem e aprendem na prática a elaborar ideias, projetos e protótipos científicos.

Fonte: Pau e Prosa Comunicação