Jornada de Redação alia conhecimento e descontração na véspera do Enem

Depois de passarem o ano inteiro focados na preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), com rotinas de estudo exaustivas, os estudantes do Colégio Maxi tiveram uma manhã descontraída na véspera da prova. Cerca de 300 jovens da 3ª série do Ensino Médio e do Extensivo participaram da 1ª Jornada Vitoriosa de Redação, nesta sexta-feira (02.11). Com formato de “aulão”, a atividade promoveu o aprendizado, mas de forma leve e em tom de confraternização.

Para isso, foram abordados assuntos que poderiam ser temas da prova de Redação no Enem 2018 e que também provocassem a reflexão dos estudantes. “Idealizamos esta jornada para tranquiliza-los nesse momento que antecede as provas, mostrando que eles podem sim fazer uma boa redação, de forma mais interativa, sem aquela pressão das aulas convencionais”, explicou o diretor do Maxi, Carlos Roberto Leão.

Os professores selecionaram as temáticas e prepararam um conteúdo dinâmico que, além de informações importantes, incluiu o exercício do senso crítico e argumentação. Direitos do público LGBTQ+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais ou Transgêneros), povos indígenas, saúde, juventude brasileira e tecnologia foram os focos das palestras. “Nos preocupamos em trazer informações que possam subsidiá-los acerca de questões importantes que estão ligadas ao eixo de minorias, para que eles estejam preparados não só para o Enem, mas como cidadãos”, ressaltou o professor de Redação, José Benedito do Nascimento Neto.

Estudante do Extensivo, Ester Costa e Silva, de 20 anos, vai tentar o curso de Medicina. Disse que estava confiante e que este formato de aula na véspera do exame é interessante. “É uma maneira de revisar alguns assuntos tranquilamente, sem a pressão que a gente adquiriu durante o ano”. Ela também elogiou os professores e a organização do Colégio Maxi. “Além de serem muito capacitados, tudo é muito organizado, o que ajudou na nossa rotina de estudos”, acrescentou.

Senso crítico

Também do Extensivo e candidato ao curso de Medicina, Renan Alves Andrade considerou a descontração muito importante para o desempenho na prova. “Foi um ano de estudos intensos, o dia todo, então essa jornada relaxa um pouco e nos permite também refletir sobre aspectos sociais importantes”. Aos 17 anos, João Vitor Sperança, que está concluindo a 3ª série do Ensino Médio no Maxi, também escolheu o curso de Medicina. Ele se sente mais tranquilo e afirmou que os temas foram bem escolhidos. “Para conseguir escrever bem, precisamos refletir e ter senso crítico. Além disso, será algo que vamos levar para o dia a dia”, avaliou.

A interação entre professores e alunos marcou a 1ª Jornada, com sugestão de abordagens, contextualizações e dicas de citações que estimulem a criar uma base argumentativa sólida para o desenvolvimento do tema proposto na redação. Mas também esteve presente nos intervalos e painéis feitos pelos próprios jovens com recados de agradecimento, expectativas para o futuro e desenhos. Os estudantes foram surpreendidos pela performance do diretor Leão. Vestido de “sol”, ele entregou a todos a caneta específica que precisarão utilizar nos dias de provas do Enem.